CONTACT:

Quest for Beauty Team

contact@questforbeauty-movie.com

Anis Films

www.anisfilms.com

contact@anisfilms.com

FOLLOW US:

 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • imdb.jpg


All Rights Reserved to: QUEST FOR BEAUTY LLC

I see beauty where two souls meet (ENG/PORT)

June 24, 2016

 

I see beauty from the moment of conception to birth. I see beauty where two souls meet to create a new being in the perfection of a new life.

 

During its development, this new being starts a relationship with the soul who hosts it, its mother. To see and feel the way a baby grows inside the womb is to experience the ultimate expression of beauty. It lays responsibility and commitment on us, but at the same time the most pure, real and unconditional love blossoms in the mother’s heart. This love flows out of the mother the first time she holds her newborn in her arms. The mother-child relationship that started in the womb will continue now that this soul has found a new body to live in for a new spiritual journey. With this new body, it will find new ways of interacting with others, beginning with physical contact.

 

The first interactions between a mother and child will set the tone of their future relationship. If we establish a relationship of love with our child and give them safety, we will show them that the world is beautiful, and this will help them in their future relationships and in the way they see the world.

 

This first meeting with the newborn is a great opportunity to show them that the world is beautiful.

 

It is the foundation of beauty. This is one of the most important relationships in our lives, and it depends on us, the parents, to show our kids the beauty of the world. Our offspring will find the world beautiful if their needs are met, from physical to emotional.

 

In this encounter between two souls, the one who plays the mother is supposed to guide the other one, and right there is born the beauty of the human creation: being there for this new soul, feeding it, hugging and embracing it, not just physically but emotionally; being there in moments of happiness and sadness, pain and joy, and transmuting the relationship into a synchronized dance between two new lives that have decided to live together, growing, evolving, and always teaching one another. It is in this surrender of love, dedication, and disposition to each other that unconditional love is born, letting us experience the ultimate beauty of life: the gift of generating another being.

 

Our surrender has nothing to do with the outcome of this relationship. Maternity is a daily relationship, and that means that it continues even in the moments when we seem to lack the physical strength to hold our child in our arms. Even when they waken us many times in the night and we miss sleep for days or weeks, we still find a way to keep nurturing our babies, and in this complete selfless surrender we find the most beautiful thing in life. In this surrender, we don’t expect anything in return. It is giving without expectations. It is unconditional love that could only come from a mother.

 

 

 

---

 

Vejo beleza desde o momento da concepção até o nascimento. Vejo beleza, pois, neste encontro entre duas almas que se unem para formar um ser, mostrando com isso a perfeição e a beleza que é o nascer de uma nova vida. 

Durante o trascurso do desenvolvimento deste novo ser, começa uma relação profunda e especial com a alma que o acolhe, a qual é denominado mãe. 

Ver e sentir como cresce um filho no ventre, é a expressão máxima da beleza no ser humano. É um fato que nos otorga responsabilidade e compromisso, que por sua vez brota no nosso coração de mãe, o amor mais puro, real e incondicional. 

 

Este amor desabrocha no seu pic máximo- no momento em que temos ao nosso filho por primeira vez em braços. Essa relação mãe e filho, que começou já no ventre, da continuidade no minuto do nacimento desta alma que encontrou um novo corpo para viver seu novo estagio espiritual, e por meio deste, começará por estabelecer uma nova maneira de se relacionar, desde o contato físico pele com pele. 

As características que predominarão na relação mãe e filho, assim como as principais relações do bebê, marcarão as pautas das características das relações futuras; isto quer dizer que, se logramos estabelecer relações de amor com os nossos filhos, relações saudáveis, no qual entregamos amor e segurança, começamos por lhes mostrar que o mundo é belo e bom, favorecendo-lhes assim em suas relações futuras e na sua forma de ver o mundo. 

 

Nesse encontro com este novo ser, é onde está uma das grandes oportunidade de mostrar se o mundo é ou não belo. É pois, uma das raízes do belo. Por isso, essa é uma das relações mais importantes que estabelecemos na vida, pois de nós (mães e pais) depende, por primeira vez mostrar ao outro que o mundo é belo e bom. 

 

Nossos pequenos acharão o mundo bom e belo principalmente se possuirém suas necessidades básicas supridas, desde suas necessidades físicas até as suas necessidades emocionais.

Reafirmando, neste encontro de duas almas, onde a que ocupa o papel de mãe tem por função guiar ao que ocupa o papel de filho, nasce a beleza da vida de um ser humano, pois como não achar belo o fato de um ser encontrar-se em total disposição para otro ser, para velar por ele, alimentá-lo, abraçá-lo, acolher-lo não só fisicamente, senão que emocionalmente; contendo-lhe em suas alegrias e tristezas, em suas dores e seus amores, transformando portanto, esta relação, em uma dança sincronizada, entre dois seres que escolheram viver juntos nesta vida, para crescer e evoluir, pois ao mesmo tempo que ensinamos nossos filhos, eles também nos ensinam. 

 

E é nesta entrega de amor e carinho, de dedicação e disposição para com o outro, que nasce este amor puro e incondicional, nos fazendo experimentar a expressão máxima do belo na vida: o dom e a arte de gerar e criar um ser. 

No entanto, o também belo nesta relação, é a entrega de carinho independente dos frutos que colheremos e esta entrega. 

A maternindade é uma superação dia a dia, isso quer dizer, mesmo que já não tenhamos forças, por exemplo, para tê-los em braços nos seus constantes despertares noturnos, e mesmo sem dormir, dias, semanas e meses, encontraremos forças para seguir cuidándo-lo, é nesta entrega incondicional que encontramos o mais belo da vida, pois é uma entrega que não se espera nada em troca, é um dar sem receber, é entrega incondicional, propia do carinho e do amor de mãe. 

Please reload

Featured Posts

Good Morning Lalaland

April 25, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts

April 25, 2019